AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


quarta-feira, 17 de maio de 2017

Zé do Telhado, o Robin dos Bosques português Segundo a "lenda" tirava aos ricos para dar aos pobres.



José Teixeira da silva nasceu em 1816, no lugar do Telhado, freguesia de Castelões de Recesinhos em Penafiel e morreu em 1875 em Angola. 


Alistou-se no exército, em Lisboa, tendo-se destacado pelo seu comportamento militar e pela sua postura destemida ao serviço dos designados "Lanceiros da Rainha". A nível militar ele teve uma carreira de enorme sucesso. Participou na Revolta dos Marechais em 1837 e seguiu o Duque de Saldanha nos combates de Ruivães.


Com o fim da guerra civil, em 1837, e a caminho do exílio, recebeu autorização do seu tio para casar com a sua prima Ana. Regressa então a Recesinhos, onde constitui família.


Com a Revolução da Maria da Fonte, em 1846, José do Telhado integra a revolta popular. Durante os confrontos, chega mesmo a salvar a vida ao general Sá da Bandeira, sendo por este feito, posteriormente condecorado por ele, com a medalha de Cavaleiro de Torre e Espada. 


Após a Convenção de Gramido, que ocorreu em Junho de 1847, termina a "Revolta de Maria da Fonte". Por esta altura, a sua família debatia-se já com sérias dificuldades financeiras. É a partir daí que lhe é atribuída a lenda de "roubar aos ricos para dar aos pobres". O tempo que estivera a cumprir serviço militar trouxe-lhe por um lado muito orgulho mas por outro também lhe trouxe muitas dívidas. Assim quando chegou a Lousada (localidade em que vivia) os credores começaram a persegui-lo e naquela hora de nada lhe valeu o seu empenho, coragem e destreza no cumprimento do  dever militar, pois ninguém o ajudou neste momento tão complicado da sua vida. Foi neste momento que por desespero tornou-se bandido.

No ano de 1852 José Teixeira da silva já era bem conhecido pelas autoridades durienses devido aos seus famosos roubos e assaltos a casas de cidadãos abastados. Desta forma a sua fama chegava a todos os lavradores da região do Douro.

O bandoleiro mais conhecido do país acaba por ser apanhado pelas autoridades em 31 de Março de 1859 quando tentava fugir para o Brasil. Esteve preso na Cadeia da Relação, onde conheceu Camilo Castelo Branco que se lhe refere nas Memórias do Cárcere.

Em 9 de Dezembro de 1859 foi julgado e condenado ao degredo perpétuo na África Ocidental Portuguesa. Foi-lhe comutada a pena aplicada na de 15 anos de degredo, em 28 de Setembro de 1863. Viveu em Malanje, negociando em borracha, cera e marfim. Casou-se com uma angolana, Conceição, de quem teve três filhos. Conhecido entre os locais como o kimuezo – homem de barbas grandes –, viveu desafogadamente. Faleceu em 1875, vítima de varíola, sendo sepultado na aldeia de Xissa, município de Mucari, a meia centena de quilómetros de Malanje, sendo-lhe erguido um mausoléu, objecto de romagens.

Fontes: Câmara Municipal de Penafiel
wikipédia


Resultado de imagem para zé do telhado

José Teixeira da Silva, José do Telhado e o seu irmão

Resultado de imagem para zé do telhado

Paira no ar uma euforia pouco sustentável

Paira no ar uma euforia pouco sustentável

1. Portugal é, no contexto europeu, uma pequena economia, dependente da marcha dos negócios na UE. Depois das crises económicas e financeiras de 1977 e 1983/85 veio a de 1993/95, já com Portugal na UE, tal como aconteceu em 2003 e depois, o descalabro de 2011 e anos seguintes. Anos atrás a essa marcha irregular, chamava-se o “stop and go”; e o último stop foi muito longo e o go, promete ver o semáforo vermelho rapidamente

2. A pequenez e a relação estreita com a UE, mormente Espanha, Alemanha e França não permitem grande auto-sustentação; a euforia a propósito do PIB tem poucas causas internas e muita dependência externa

3. A relação entre o euro e o dólar tem sido objeto de poucas mudanças consolidadas, pese embora o alarmismo dos analistas das bolsas. A situação política nos EUA tem afetado o país e gera cautelas e suspense nos ditos “mercados” financeiros. Por outro lado, grande parte das relações comerciais na UE, sobretudo na zona euro, são internas, tornando os países membros relativamente imunes às pequenas variações do dólar

4. A alegria do turismo revela Portugal como país de refúgio de capitais de origem duvidosa, gera empregos de baixas remunerações, precários e sazonais e tem forte componente importada. Mesmo com a superstar Francisco os levantamentos de dinheiro em Fátima cresceram apenas 9% face ao ano anterior

5. Associado ao turismo vai-se gerando uma nova bolha imobiliária que, como todas as bolhas vai acabar mal, como aconteceu no princípio da década, causando falências, malparado na banca, entretanto sanado com dinheiro público, bem como um enorme desemprego, disfarçado pela emigração

6. Draghi tem sido um santo em manter o quantitative easing que permite financiamento da dívida pública a baixas taxas e que irá permitir antecipar o pagamento de alguma dívida ao FMI; sem que entretanto tenha havido qualquer redução da dívida pública, antes pelo contrário. E se Draghi fechar a torneira, para que nível irão as taxas de juro para Portugal? Oremus!

7. Se o investimento se mantiver ancorado na construção e no imobiliário a próxima crise surgirá dentro de pouco tempo. E a habitual e saloia euforia na compra de automóvel, inflaciona a rubrica investimento mas é como uma bebedeira; não evita a ressaca

8. E para terminar, 25% da população é pobre e o rendimento médio em Portugal fica em cerca de metade do observado para a média europeia. Portugal continua na senda habitual de sempre – sol e baixos salários

VÍDEOS - MÚSICOS GEORGIANOS IMITANDO TROMPETES

Ainda que não exibam neste vídeo uma performance do canto polifônico georgiano, os cantores Mikheil Javakhishvili, Andro Dgebuadze, Buba Murghulia, Goga Kapanadze, exploram a antiga tradição do país, presente pelo menos desde o século IV, para interpretar uma canção linda com o som distintivo de um tradicional duduk (uma espécie de flauta doce originária da Armênia) e um trompete que eles recriaram perfeitamente sem instrumentos, só usando as sua vozes.


O cara de camisa xadrez, Andro Dgebuadze, é um especialista em canto polifônico georgiano da Svanétia. No seguinte vídeo (sem imagens), podemos apreciá-lo cantando Ária em Sol de Bach. Talvez seu ouvido estranhe no começo, mas mantenha a atenção e veja que coisa mais espetacular.

O canto polifônico da Geórgia é qualificado como Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade pela Unesco, apesar de estar em risco de extinção, pelo desinteresse dos mais jovens.

www.mdig.com.br

DOIS COPOS

Toda a gente ama viajar e passar alguns dias num alojamento, sem ter de se preocupar com nada. No entanto, quando estamos fora de casa, todo o cuidado é pouco. Apesar de a maioria dos hotéis serem seguros, nunca sabemos quem pode tentar se esgueirar para dentro do nosso quarto.


Sempre ouvi dizer “mais vale prevenir do que remediar”. Então, alguns surfistas têm partilhado uma dica engenhosa para nos certificarmos de que estamos seguros no nosso quarto de hotel. O método é bastante simples e lógico.

Primeiro coloca um copo na maçaneta da porta, de forma a que ele se encaixe, tal como na imagem abaixo.


Depois coloca um segundo copo em cima do primeiro. O motivo, consegue adivinhar?


Agora se alguém tentar entrar no seu quarto, vai se assustar imediatamente com o som dos copos a partirem. Para além disso, se tiver um sono leve, logo que ouvir o barulho do vidro a partir pode chamar imediatamente ajuda.

Esse é um método simples, que irá lhe ajudar a dormir descansado. De manhã, basta tirar os copos da maçaneta… uma dica fácil mas que pode evitar roubos e até salvar as nossas vidas.

www.worldnoticias.com

“NIGHT RUN”?!!! A SÉRIO?!!!


Tropecei nesta imagem, não por ser de um acontecimento que terá lugar numa terra onde vivi até há bem pouco tempo… mas porque esta “invasão” de “estrangeirismos” começa a ser já um pouco fastidiosa e parece ser uma praga que atacou muitas autarquias e outras organizações, mais, ou menos oficiais, um pouco por todo o país e em todos os ramos de actividade.
Escrevo esta linhas apenas para ajudar os habitantes portugueses da região a participarem nesta CORRIDA NOCTURNA… porque senão arriscamo-nos a que só se inscrevam e apareçam corredores ingleses, norte-americanos, australianos… sei lá… 
Agora a sério… não seria já tempo de se tomar seja lá que comprimido for, a ver se nos passa esta febre de anunciar em inglês os acontecimentos mais corriqueiros das nossas terras, como corridas, festivais de música, de sopas ou chanfana, quiosques, nomes de leitarias de bairro e similares, etc., etc.?
Balhamasantinhadaladeira!!!
Samuel Quedas (facebook)

Gostava de convidar o Primeiro-Ministro




Gostava de convidar o Primeiro-Ministro também a visitar São Luís, a conduzir na Estrada Nacional, duas vezes por dia, depois de um dia de trabalho, de preferência sem ser num mercedes topo de gama e sem motorista. Num Renault 4 L.
Depois íamos até à N266, para “sentir” o interior do Concelho de Odemira. Não deixava de o levar à Torre de Vigia em S.Teotónio para gozar uma vista fenomenal para “um mar”, para que refletisse, no que não é um Desenvolvimento Económico Sustentável.
No meio disso tudo, podia acenar aos trabalhadores que estão à beira da estrada à espera que os chamem para trabalhar mais um dia.
Teria também todo o gosto em arranjar-lhe alojamento, decerto que se arranjava um cantinho num t2 com 20 pessoas.
Se eventualmente quisesse ficar um mês, colocava-o a trabalhar na agricultura, ou na pesca, para saber o que é a vida, e como a parte que nos entregam do valor que criamos e chamam salário, ou subsidio de desemprego, não chega para a conta da água, luz, gás, televisão e internet, a conta da mercearia, ou os calções novos para o Verão que os do ano passado já não servem e não há pano para acrescentar.
E rezava por si, para não ter nenhum filho a fazer anos nesse mês, e não o obrigar a passar mais um dia sem um mimo para lhe dar.
No meio de tudo isto…se lhe apetecer comer, cuidado, é perseguido por apanhar peixe como se fosse um criminoso.
Por esta altura, com sorte o trabalhador que estava a beira da estrada já foi trabalhar uma semana, já conseguiu pagar parte do bilhete de avião que deve à empresa de emprego temporário.
No final do passeio, tinha o prazer de deixar o Sr. Primeiro Ministro na estação de Amoreiras- Gare à espera do Comboio. Para que possa sentir o que é esperar.
Sr. Primeiro-ministro, espero que não se sinta mal. Aqui não é permitido. É que o nosso Hospital fica a 70 Km.

completo/ acabado


OS NEO LIBERAIS ACONSELHAM A QUE "ILUMINATI" AS VOSSAS CABEÇAS !

AS SOPAS DESENCHABIDAS DA MARIONETA GUTERRES - Guterres pede ajuda à UE para enfrentar crise de refugiados


O secretário-geral da ONU, António Guterres, apelou hoje, em Estrasburgo, à União Europeia (UE) para que mantenha o compromisso de ajudar os refugiados, em colaboração com as Nações Unidas.

"É importante que a UE e a ONU cooperem para restabelecer o sistema de ajuda aos refugiados de acordo com o direito internacional", disse Guterres, que interveio pela primeira vez desde que foi empossado no cargo, a 01 de janeiro, perante a plenária do Parlamento Europeu (PE).

Guterres salientou também que a UE e a ONU têm de "trabalhar juntas" na resolução de conflitos, uma das vias para criar condições para que as pessoas não tenham de abandonar os seus países.

"As pessoas têm o direito a escolher ficar nos seus países e têm de ter essa possibilidade", sublinhou o antigo primeiro-ministro, apelando a que a UE dê "mais oportunidades aos migrantes legais".

"A maioria dos conflitos são internos, mas ganham uma dimensão global, são uma ameaça real à segurança real", disse ainda Guterres, sublinhando a necessidade de "reforçar a capacidade de resolver conflitos em todo o mundo".



www.dn.pt

Bruno de Carvalho anuncia adeus ao Facebook



Presidente dos leões revelou esta terça-feira que não vai voltar a recorrer ao Facebook
Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, anunciou esta segunda-feira que vai deixar de utilizar a rede social Facebook como forma de divulgação de informação. O líder leonino justifica a posição com as mensagens que tem recebido e que "ultrapassam o limite da justiça e respeito".
"As plataformas continuam, para mim, a ser um modo de comunicação global privilegiado. Apesar disso, e depois de uma profunda análise, creio que chegou a hora de abandonar o Facebook", afirmou Bruno de Carvalho, numa nota publicada naquela rede social.
"A minha vontade de proximidade com o universo leonino, acabou por ter um lado perverso que não pretendo ver aumentado. Tem a ver com o ultrapassar de fronteiras onde se confunde vontade de estar próximo com o ser incomodado, a toda a hora, com opiniões despropositadas e intromissões na vida pessoal", acrescentou.


www.ojogo.pt

ISTO É PARA SE LER E CONFIRMAR SE TUDO É ASSIM COMO O EXPOSTO ! - Faro liberta-se do Plano de Reequilíbrio Financeiro e recupera autonomia «em dia histórico»


A Câmara de Faro pagou esta segunda-feira, dia 15 de Maio, 4,94 milhões de euros para amortização total do empréstimo contraído no âmbito do Plano de Reequilíbrio Financeiro (PRF). A autarquia diz que o dia é «histórico» pois permite «recuperar a autonomia perdida» e o avanço das obras do Faro Requalifica II e III.
Este pagamento antecipado faz com que a Câmara de Faro seja a primeira a libertar-se «deste mecanismo criado para permitir às autarquias com endividamento excessivo recuperarem o seu equilíbrio e fazerem face aos seus compromissos».
É que o PRF tinha a duração prevista de 20 anos e foi pago em seis. «De hoje em diante, a Câmara passa a poder decidir de forma autónoma em diversas matérias da sua gestão, designadamente a fixação dos índices de impostos municipais como IMI, IMT ou derrama», diz a autarquia.
Com a saída do PRF, o município deixou de estar obrigado a pedir autorização para a realização das obras inscritas em orçamento. Em  2016, o Governo vetou a intenção da autarquia de investir 3,46 milhões em obras.
Em Novembro de 2010, o Plano de Reequilíbrio Financeiro foi aprovado em Assembleia Municipal, deliberação que foi homologada pelo Governo em 18 de Maio de 2011, autorizando o Município a celebrar um contrato de financiamento junto de entidade bancária (o BPI) num valor total até 48 milhões de euros.
Na altura «a autarquia não conseguia já corresponder aos seus compromissos financeiros, estando mesmo em risco os vencimentos dos seus colaboradores».
Então, a dívida fixava-se nos 72 milhões e os prazos de pagamento «eram tão elevados (380 dias) que era frequente a autarquia receber os mais contundentes reparos e penalizações por parte do Governo e das entidades que superintendem a gestão financeira», considera este executivo.
Hoje, segundo informação avançada pela Câmara, «a dívida total situa-se num nível saudável (32,05 milhões de euros), bem abaixo da receita média anual, e os prazos de pagamento estão já abaixo dos 60 dias, circunstância que Faro não conhecia há mais de dez anos».
Por força disso, os impostos municipais encontravam-se quase todos eles nas taxas máximas, desde o ano de 2008, verificando-se apenas um pequeno alívio no IMI, em meio ponto percentual, já em 2017 – através de um mecanismo facultativo para os municípios em processo de saneamento ou reequilíbrio, que Faro acionou e que estava excecionalmente consagrado no Orçamento de Estado deste ano.
Segundo a Câmara de Faro, «por força das prerrogativas do PRF e do Plano de Apoio à Economia Local – PAEL (contraído em 2014 e também já totalmente amortizado através de financiamento em condições mais favoráveis), que obrigaram a um emagrecimento da estrutura camarária e ao corte de diversas despesas supérfluas, a edilidade está mais ágil e a sua operacionalização custa igualmente muito menos aos munícipes».
Por outro lado, o aumento das receitas, «fruto sobretudo da melhoria do ambiente económico geral, permitiu ao município aumentar largamente a sua receita, recuperando liquidez e capacidade de investimento», conclui a nota enviada às redações.

 

Obras “desbloqueadas” com a saída do PRF:

Faro Requalifica II:
Avenida Cidade Hayward
Arrelvamento do Campo da Pista de Atletismo
Arrelvamento do Campo da Horta da Areia
Arruamentos envolventes à EB1 de Alto Rodes
Arruamentos em Montenegro
Caiação do Teatro Lethes
Estrada da Senhora da Saúde e Rua António Belchior Júnior
Estrada de Bela Salema (Mata Lobos à EN2)
Estrada do Moinho (Patação / Braciais)
Estrada dos Gorjões
Finalização da Rua Feria Pavão e Estrada Emissora Regional do Algarve
Largo da Igreja, em Montenegro
Remodelação dos Parques Infantis
Programa Faro Requalifica III (Intervenções previstas – 2017 e 2018):
Aquisição de fogos para Habitação Social
Requalificação do Campo Desportivo do Montenegro,
Construção do Polidesportivo da Conceição,
Construção de Centro de Recolha Oficial Municipal (canil / gatil),
Requalificação de Parques Infantis,
Remodelação de Balneários em campos desportivos,
Construção da Casa Mortuária na Conceição de Faro,
Construção de 3 salas para o Pré-escolar na EB 1 do Bom João,
Requalificação da Rua do Reitor Teixeira Guedes,
Requalificação do bairro dos Centenários
Reabilitação do Largo de São Pedro,
Reabilitação da Travessa do Alto,
Reparações na EB1 da Penha, EB1 de Estoi, EB1 de Santa Bárbara de Nexe, EB1 da Conceição, EB1 de Areal Gordo e EB1 da Praia de Faro,
Repavimentação do Caminho Rural 4194 (Estrada Falfosa / Parque das Cidades),
Repavimentação Arruamentos em Montenegro,
Repavimentação Arruamentos em Estoi,
Quartel dos Bombeiros Sapadores (elaboração de projeto de execução),
Construção do Centro Cultural da Bordeira, (elaboração de projeto de execução),
Requalificação da Alameda João de Deus (elaboração de projeto de execução),
Requalificação da “Mata do Liceu” (elaboração de projeto de execução),
Construção de Campo de Futebol de 7 na Penha, (elaboração de projeto de execução).

www.sulinformacao.pt

Momento Jabardolas do Dia:


POR: Helder Menor
Momento Jabardolas do Dia:

Sanita, quando vieres ao meu bairro nao precisas de trazer galochas nem galdinas de ganga.
Podes vir de mini-saia.
Agente tamae gosta de ver.
E o zolhos não arrancam febra.
A malta pode não ter cheta mas sabe tratar uma leidi.
E ai daquele que for escupir pro chão e te javardar as lindas pernas com salpicos de escarro...

MATUTANDO


DIZEM-ME ÀS VEZES OS BEM INTENCIONADOS E OS MAL TAMBÉM, QUE OS NOSSOS INIMIGOS NÃO SÃO OS QUE PENSAM DE MANEIRA DIFERENTE DA NOSSA !

SIM ! HÁ ADVERSÁRIOS HONESTOS !

HEM, HUM ! CONCORDAM ?

EU QUERO ACREDITAR QUE SIM ! QUE HÁ GENTE HONESTA NA POLÍTICA E FORA DELA.

QUANDO SE PÔEM EM CAUSA OS INTERESSES, OS GRANDES INTERESSES OU OS PEQUENOS COMO POR EXEMPLO O GANHA PÃO, AS COISAS MUDAM DE FIGURA.

SOMOS ENTÃO MUITOS DIFERENTES E PROCURAMOS A SOBREVIVÊNCIA, A NOSSA A DA NOSSA FAMÍLIA.

ORA BEM ! AQUI ESTÁ UMA QUESTÃO , UMA EXPOSIÇÃO COM A QUAL JÁ NOS DEFRONTÁMOS E DEFRONTAMOS DIARIAMENTE.

afinal como é que é ? somos fascistas hereditários, herdeiros do salazarismo/caetanismo, saudosistas no nacional socialismo de HItler, do fascismo de Mussolini ? somos os cruzados do PPM, somos comunistas, somos socialistas (do socialismo da gaveta ou fora dela), sociais democratas, os do centro, os independentes, e aquele misto do bloco eleitoralista que muita gente não sabe o que é, se de direita, se de esquerda, se sociais democratas (a antecâmara) os coquettes ou a célebre palavra da esquerda caviar ou ainda, os reformistas, os que sofrem da doença infantil do esquerdismo, os esquerdalhos, os Pum Puns, os nacionalistas, os patriotas, os das extremas, os comunistas da antiga URSS, como se os comunistas os que são e praticam precisem de ser identificados geograficamente e a sua filosofia não seja internacionalista, os da Coreia do Norte, os de Angola, os de Cuba, os chavistas, os Nogueiras Pinto salazaristas reciclados e modernos, os da terceira via, os da democracia representativa ou os da democracia burguesa, os paus de dois bicos, os que dizem sempre que são do que ganha etc etc !?

E MUITO, MUITO, MUITO MAIS !

O QUE SOMOS ? COMO NOS JULGAM E COMO JULGAMOS NÓS OUTROS !?

O resto é com vocês, amigos, amigas e camaradas.

António Garrochinho

NO OUVIDO OU NOUTRO LADO ! :) :)

NO OUVIDO OU NOUTRO LADO ! 


Um pouco de humor...

As secretárias de alguns médicos devem pensar que são doutoras.
Isto, porque perguntam, quase sempre, quando se chega a uma consulta, a razão da visita. E o paciente, por delicadeza, tem que responder, diante de todos, às perguntas que lhe fazem, o que se torna muito desagradável.
Não há nada pior que uma recepcionista perguntar o motivo da consulta, diante de uma sala de espera cheia de pacientes.
Uma vez entrei para uma consulta, aproximei-me da recepcionista, com um ar de pouco simpática.
- Bom dia, minha senhora!
Ao que a recepcionista respondeu:
- Bom dia, quais são as suas queixas? Porque veio à consulta?
- Tenho um problema com o meu pénis, respondi.
Como alguns dos presentes riram, a recepcionista alterou-se e disse-me:
- O senhor não deveria dizer coisas como estas diante das pessoas.
- Porque não? ... a senhora perguntou-me a razão da consulta e eu respondi.
A recepcionista disse-me, então:
- Poderia ter sido mais dissimulado e dizer, por exemplo, que teria uma irritação no ouvido e discutir o real problema com o Doutor, já dentro do gabinete médico.
Ao que eu respondi:
- E a senhora não deveria fazer perguntas diante de estranhos, se a resposta pode incomodar.
Então sorri, saí e voltei a entrar:
- Bom dia, minha senhora!
A recepcionista sorriu, meio sem jeito, e perguntou:
- Sim???
- Tenho um problema com o meu ouvido.
A recepcionista assentiu e sorriu, vendo que havia seguido o seu conselho e voltou a perguntar-me:
- E... o que acontece com o seu ouvido?
- Arde-me quando eu mijo...
A risada na sala de espera foram incontroláveis... 😂😂😂😂😂